archive-org.com » ORG » M » MPPM-PALESTINA.ORG

Total: 440

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Vigília por Gaza
    dos primeiros dias culminaram numa invasão devastadora Na operação militar Chumbo fundido as forças armadas israelitas lançaram fósforo branco sobre zonas urbanas densamente populadas e lançaram fogo a mesquitas escolas hospitais cimenteiras instalações da ONU padarias e habitações Finda em 18 de Janeiro de 2009 a operação assassinou mais de 1400 palestinianos a maior parte civis crianças mulheres e idosos e causou ainda milhares de feridos em três semanas de violência desmedida Israel invocou auto defesa como justificação para o ataque contra Gaza e chamou à operação uma guerra mas na verdade foi um massacre A consciência do mundo ficou chocada com esta demonstração de força militar desumana Passado um ano sobre o massacre o cerco ilegal a Gaza continua e a ocupação e colonização israelita dos territórios palestinos intensifica se e não permite ao povo palestino recuperar da destruição Não nos podemos esquecer de Gaza A Iniciativa Lembrar Gaza convocou por isso uma vigília neste dia frente à Embaixada de Israel em Lisboa para evocar solenemente as vítimas e a destruição os crimes de guerra e contra a Humanidade e exigir o cumprimento do direito internacional e o levantamento do cerco ilegal a Gaza Depois das intervenções de Ana Gaspar do SGPL e de Allan Stoleroff os presentes respeitaram um minuto de silêncio em memória das vítimas do massacre de Gaza Seguidamente aprovaram a seguinte declaração ACUSAMOS O ESTADO DE ISRAEL AS SUAS FORÇAS ARMADAS E O SEU GOVERNO Com base nos relatórios sobre a situação de Gaza de organizações de Direitos Humanos tais como Amnesty International Palestinian Committee on Human Rights Human Rights Watch e International Committee of the Red Cross e especificamente com base no Relatório Goldstone produzido para o Human Rights Council das ONU perante o País e o Mundo ACUSAMOS o Estado de Israel as

    Original URL path: http://www.mppm-palestina.org/index.php/noticias/176-vigilia-por-gaza (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Por ocasião do 30º aniversário da Conferência de Lisboa
    Árabe e a sua Causa Central a Palestina Promovido pelo Congresso do Povo Árabe uma estrutura que reunia organizações políticas sindicais sociais culturais e religiosas de todo o mundo árabe e um comité internacional representativo da América do Norte e da América Latina da Europa África e Ásia a Conferência foi organizada no plano nacional pelo Conselho Português para a Paz e a Cooperação e contou com o apoio de um amplo leque de personalidades e associações democráticas cívicas humanitárias e religiosas Tratou se este encontro de um momento marcante de afirmação mundial da solidariedade com o povo árabe e em particular com a luta do povo palestino contra a ocupação israelita e pela sua libertação nacional A presença em Portugal durante esses dias do Presidente da OLP Yasser Arafat a sua primeira visita a um país da Europa Ocidental durante a qual foi recebido pelo Chefe de Estado e o Primeiro Ministro então respectivamente General Ramalho Eanes e Engenheira Maria de Lurdes Pintassilgo reforça o alto significado deste acontecimento que marcava simbolicamente o início do reconhecimento na Europa da OLP e em geral da causa palestina A Plataforma Política da Conferência ancorava se no primado do direito e da legalidade internacional e reclamava a aplicação integral das resoluções das Nações Unidas com a retirada das tropas do Estado de Israel para as fronteiras anteriores a 1967 o reconhecimento dos direitos nacionais inalienáveis do povo da Palestina à autodeterminação e ao estabelecimento de um Estado independente e soberano e o reconhecimento do direito dos refugiados ao regresso à sua terra Trinta anos depois estes continuam a ser os alicerces que podem fundar uma solução justa e duradoura para o conflito no Médio Oriente Em 1979 perante o avanço da ocupação israelita a unidade do povo palestino em particular a afirmação da Organização para a Libertação da Palestina como a sua única e legítima representante o alargamento da solidariedade internacional e a mobilização da opinião pública eram imperativos da dura e heróica luta do Povo Palestino Hoje uma trintena de anos volvidos há um muro de dor e sofrimento que dilacera a terra palestina Choram se ainda os mortos da bárbara ofensiva do exército israelita sobre a população de Gaza os colonatos não param de avançar em todas as direcções e as prisões de Israel estão cheias de homens e mulheres que defendem as suas oliveiras e os seus campos de cultivo Nunca a existência nacional do povo palestino esteve tão ameaçada e nunca como hoje foi tão grave a divisão no seio do seu movimento nacional No Iraque e no Afeganistão acentuam se a presença militar estrangeira e as interferências externas e avolumam se as tensões e os perigos para a paz Assinalar a passagem do trigésimo aniversário da realização em Lisboa da Conferência Mundial de Solidariedade com o Povo Árabe e a sua Causa Central a Palestina e a primeira visita a Portugal de Yasser Arafat mais do que uma evocação comemorativa tem que ser nas condições actuais um

    Original URL path: http://www.mppm-palestina.org/index.php/noticias/156-por-ocasiao-do-30o-aniversario-da-conferencia-de-lisboa (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Memorial à Paz na Palestina inaugurado na Vidigueira
    e não venho mendigar em tua porta minhas raízes fixadas antes do nascimento dos tempos antes da eclosão dos séculos sou de um povoado perdido esquecido de ruas sem nome Estes versos de Mahmud Darwich inspiraram o Artista Plástico Silvestre Raposo na criação da instalação artística escultura que intitulou Palestina pela Paz por um Estado e que foi agora inaugurada na Vila da Vidigueira O evento foi promovido pela Câmara Municipal da Vidigueira que esteve representada pelo seu Presidente Manuel Narra e contou com a presença do Artista da Delegada Geral da Palestina Embaixadora Randa Nabulsi do Governador Civil de Beja General Manuel Monge e de um representante do MPPM Jorge Melício Silvestre Raposo apresenta assim a sua obra Na peça 1 com os fragmentos de peças amontoados simbolizo a destruição a desgraça a Nakba Na peça 2 com várias pedras juntas simbolizo o início da união de todo o Povo Palestino o juntar esforços Na peça 3 com a água salgada deixo o desejo simbólico que essa seja purificadora das ideias de todos os intervenientes Na peça 4 com a luz exprimo o desejo que esta pequena luz ilumine e dê clarividência às mentes nos momentos de decisão difícil Na peça 5 com a flor deixo na delicadeza da rosa o afecto a oferta de Paz e amor Na peça 6 deixo um muro mas um muro que tem uma fresta por onde se pode ver um Estado a construir se um muro que necessita de apoio para se manter erguido e que um dia cairá e nessa altura também daqui será retirado mas até lá aqui o deixamos para lembrar que o mesmo existe Na peça 7 deixo palavras do Poeta Mahmud Darwich como símbolo da sabedoria e da cultura na construção da Paz e de um Estado

    Original URL path: http://www.mppm-palestina.org/index.php/noticias/121-memorial-a-paz-na-palestina-inaugurado-na-vidigueira (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Plano de Actividades 2009-2010 aprovado pela AG do MPPM
    em 10 de Julho de 2009 na Sociedade de Língua Portuguesa aprovou o Relatório de Actividades apresentado pela Comissão Executiva e referente ao período de Fevereiro de 2008 data das eleições dos actuais órgãos sociais até ao presente Também as contas auditadas pelo Conselho Fiscal foram aprovadas O segundo ponto da Ordem de Trabalhos foi preenchido com a análise da situação actual na Palestina e no Médio Oriente partindo de

    Original URL path: http://www.mppm-palestina.org/index.php/noticias/100-plano-de-actividades-2009-2010-aprovado-pela-ag-do-mppm (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Protesto contra Agressão a Gaza
    Agressões Refugiados e Deslocados Direitos Humanos Processos de Paz Docs de Referência About Us Statute Organization News Home Notícias Protesto contra Agressão a Gaza 24 Jan 2009 MPPM E OUTRAS ORGANIZAÇÕES DÃO CORPO À INDIGNAÇÃO DO POVO PORTUGUÊS PERANTE A BÁRBARA AGRESSÃO A GAZA Perante a violência do ataque israelita a Gaza gerou se por todo o Mundo um movimento de repulsa e indignação Em Portugal o MPPM tornou pública a sua posição numa declaração subscrita pelo Presidente da Assembleia Geral José Saramago pelos Co Presidentes Isabel Allegro Magalhães e Mário Ruivo e pelo Coordenador Silas Cerqueira No dia 7 de Janeiro o MPPM promoveu uma Sessão Pública de Informação e Debate na sede da Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura Recreio e Desporto presidida por Mário Ruivo em que se registaram importantes intervenções de Carlos Almeida investigador científico e José Manuel Goulão jornalista ambos membros da Direcção Nacional do MPPM a que se seguiu um debate vivo e participado No dia 8 de Janeiro por convocação da CGTP IN CPPC MDM MPPM TMI e Comité Palestina a que aderiram mais de uma centena de outras organizações realizou se uma concentração de protesto junto à Embaixada de Israel em Lisboa

    Original URL path: http://www.mppm-palestina.org/index.php/noticias/42-protesto-gaza (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Apelo pelo Fim da Agressão a Gaza
    27 de Dezembro o Estado e as Forças Armadas de Israel fieis à sua origem e natureza desencadearam na continuidade da Nakba a catástrofe de 1948 uma guerra total contra o Povo palestino em Gaza com bombardeamentos do tipo de Guernica a qual se está a traduzir numa catástrofe humanitária sem precedentes Segundo os dados conhecidos até ao momento em três dias perderam a vida mais de 325 palestinos e foram feridos mais de 1200 enquanto do lado israelita havia um morto e um ferido Tal é a dura lei de talião do colonialismo de Israel Toda a história de Israel é marcada por massacres do Povo palestino de Deir Yassin em 1948 a Sabra e Chatila em 1982 e sucessivamente Mas o que agora nestes dias se passa é diferente na dimensão qualidade e alcance Daí a sua extrema gravidade e importância 2 Como o MPPM vem alertando estamos perante uma estratégia criminosa de Israel e dos EUA elaborada de há anos a qual visa liquidar a questão da Palestina mediante a dispersão forçada pelo terror o êxodo uma nova Nakba do seu Povo enquanto povo Isto começando pela Faixa de Gaza desde a retirada de Sharon à vitória eleitoral do Hamas e às subsequentes medidas ilegais e ilegítimas com a cumplicidade dos EUA e da União Europeia de cerco e privação total isolamento estrangulamento e redução à fome deste território e dos seus habitantes Medidas que têm pouco a ver com o fundamentalismo do Hamas e antes com a recusa do Povo de Gaza de se submeter à dominação colonialista de Israel associada à estratégia dos EUA no Médio Oriente 3 Tudo indica pois que a presente guerra de Israel em Gaza vai não só continuar mas conhecer novos e mais perigosos desenvolvimentos A não ser que a

    Original URL path: http://www.mppm-palestina.org/index.php/noticias/43-apelo-gaza (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • A Morte de Mahmud Darwich
    de bater aos 67 anos o coração fraterno e apaixonado do maior entre os maiores dos poetas da Palestina e de todo o mundo árabe MAHMUD DARWICH Nesta quarta feira transportado dos EUA o seu corpo percorre pela última vez o caminho de Amã Jordânia para Ramallah Palestina onde será enterrado em funerais acompanhados com intensa emoção pelo povo palestino e outros povos árabes Contrariamente à tradição não terá sepultura na sua aldeia natal de Birweh perto de Haifa incorporada em Israel pela guerra de 1948 a NAKBA a Catástrofe de há 60 anos e aliás despovoada e destruída pelos israelitas MAHMUD DARWICH encetou na década de 1960 com o seu primeiro e famoso Pássaro sem asas uma vasta obra de mais de duas dezenas de livros de poemas traduzidos e conhecidos em todo os continentes Muitos poemas seus têm sido musicados e cantados no mundo árabe Ainda neste ano de 2008 publicou A Impressão das Borboletas Autorizados críticos árabes consideram que a sua obra se distingue por aliar à beleza estética da linguagem poética uma simplicidade e humanismo que a tornam sentida pelo homem da rua e daí e sobretudo pela capacidade de dar voz aos de ser a voz dos sacrifícios aspirações e lutas do Povo da Palestina Ainda muito jovem tornou se membro do Partido Comunista de Israel No início da década de 1970 partiu para estudar Subsequentemente passou a viver nos países árabes integrou a OLP e trabalhou com Yasser Arafat na resistência ao sionismo e ao imperialismo Mas veio a demitir se de posições de responsabilidade perante o início dos pseudo processos de Paz nomeadamente os Acordos de Oslo de 1993 Plenamente solidário e identificado com o seu Povo não se eximia de criticar as falhas erros e divisões dos dirigentes Ainda recentemente em 2007

    Original URL path: http://www.mppm-palestina.org/index.php/noticias/46-a-morte-de-mahmud-darwich (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Visita de Mohammad Barakeh
    convite do MPPM Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e pela Paz no Médio Oriente visita Portugal de 24 a 28 Maio o sr Mohammad Barakeh deputado ao Knesset Parlamento de Israel pela Hadash Frente Democrática pela Paz e Igualdade Mohammad Barakeh e José Saramago serão alguns dos oradores convidados da Sessão Pública de Solidariedade com a Palestina evocativa dos 60 Anos da Nakba a Catástrofe que marcou o início da limpeza étnica da Palestina pelo Estado de Israel que o MPPM promove na próxima 2ª Feira 26 de Maio pelas 21 horas no Teatro Cinearte A Barraca Durante a sua estada em Portugal o sr Barakeh terá ainda encontros com diversas personalidades da vida política portuguesa e uma reunião de trabalho com os órgãos sociais do MPPM Mohammad Barakeh nasceu em Israel em 1955 É casado e tem 3 filhos É Presidente da Frente Hadash um movimento político que congrega árabes e judeus e é a principal organização política dos cidadãos palestinos árabes de Israel e é membro da Comissão Política do Partido Comunista de Israel Entre 2003 e 2006 foi vice presidente do Knesset Na actual legislatura é membro das comissões parlamentares de Finanças e de Educação Cultura

    Original URL path: http://www.mppm-palestina.org/index.php/noticias/49-visita-de-mohammad-barakeh (2016-04-25)
    Open archived version from archive



  •