archive-org.com » ORG » U » UNI-YOGA.ORG

Total: 255

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Uni-Yôga /aovivo
    artigos Agenda Links Free Downloads Contato BLOG DO DeROSE Gentileza gera gentileza esta é a essência do Método DeRose Salvem os golfinhos BLOG DO DeROSE Mas como é na Índia Qual a melhor forma de tratamento BLOG DO DeROSE Estudo revela que o vegetarianismo contribui para o bom humor Cultura e Entretenimento Aula ao Vivo Seja bem vindo Aproveite a aula O inicio das aulas é previsto para às 21h30 nos dias relacionados abaixo As datas e horários estão sujeitas a alteração Você pode acompanhar as aulas anteriores através da seção WebClasses Próximas aulas Mês Data Janeiro 04 01 2011 Janeiro 11 01 2011 Janeiro 25 01 2011 Fevereiro 01 02 2011 Fevereiro 15 02 2011 Fevereiro 22 02 2011 Março 01 03 2011 Março 08 03 2011 Março 15 03 2011 Março 29 03 2011 Abril 12 04 2011 Abril 19 04 2011 Abril 26 04 2011 Maio 03 05 2011 Fevereiro 17 05 2011 Maio 24 05 2011 Maio 31 05 2011 Junho 14 06 2011 Junho 21 06 2011 Junho 28 06 2011 Julho 12 07 2011 Julho 19 07 2011 Julho 26 07 2011 Agosto 02 08 2011 Agosto 16 08 2011 Agosto 23 08 2011

    Original URL path: http://www.uni-yoga.org/aovivo/ (2016-04-26)
    Open archived version from archive

  • Uni-Yôga /cultura-e-entretenimento/artes-cenicas
    os golfinhos BLOG DO DeROSE Mas como é na Índia Qual a melhor forma de tratamento BLOG DO DeROSE Estudo revela que o vegetarianismo contribui para o bom humor Cultura e Entretenimento Cia SwáSthya de Artes Cênicas Fundada no Brasil em 2003 a Companhia Swásthya de Artes Cênicas utiliza o Método DeRose como base fundamental para a criação dos seus espetáculos As coreografias desenvolvidas pela Companhia Swásthya transmitem elegância resultante

    Original URL path: http://www.uni-yoga.org/cultura-e-entretenimento/artes-cenicas/ (2016-04-26)
    Open archived version from archive

  • Uni-Yôga /cultura-e-entretenimento/fotos-lindissimas
    sobre Yôga Webclasses Aula ao vivo Artes Cênicas Fotos Lindissimas Leitura recomendada Consultor de ásanas Cartas de pais e alunos Pensamentos Glossário de sânscrito The New Yôga Times Reportagens e mídia internacional Crônica e artigos Agenda Links Free Downloads Contato BLOG DO DeROSE Gentileza gera gentileza esta é a essência do Método DeRose Salvem os golfinhos BLOG DO DeROSE Mas como é na Índia Qual a melhor forma de tratamento

    Original URL path: http://www.uni-yoga.org/cultura-e-entretenimento/fotos-lindissimas/ (2016-04-26)
    Open archived version from archive

  • Uni-Yôga /cultura-e-entretenimento/leitura-recomendada
    são os que visam à doutrinação do leitor para alguma outra ideologia e usam como chamariz o nome do Yôga já que este tem um respeitável fã clube O interessado compra o livro e leva gato por lebre Se houver 5 de Yôga em todo o volume é muito O resto costuma ser catequese para o Vêdánta ou Teosofia ou proselitismo a favor de alguma seita exótica O Yôga mais antigo pré clássico e clássico era Sámkhya naturalista Portanto o Yôga mais autêntico é dessa corrente Na Idade Média apareceu um Yôga moderno de linha Vêdánta espiritualista Como saber se o livro de Yôga é de tendência Sámkhya mais autêntica ou Vêdánta mais moderna Aqui vão algumas dicas para o leitor que tem poucas noções das duas filosofias citadas a Os livros que mencionam mais vezes o termo Púrusha e poucas ou nenhuma o termo Atmam para designar o Self costumam ser de tendência Sámkhya b Ao contrário os que citam muitas vezes o vocábulo Atmam e poucas ou nenhuma a palavra Púrusha são quase sempre de linha Vêdánta ou eventualmente alguma outra sob sua influência c Já os que usam indiscriminadamente os dois termos não são de linha nenhuma Nem sabem que existem linhagens e que é filosoficamente impossível você não se definir por uma única Questionados a respeito afirmam com orgulho fiasquento não sou de nenhuma linha específica sou de todas Esses são certamente autores ocidentais ou em alguns casos orientais sem iniciação Não tiveram um bom Mestre Se tiveram não entenderam nada do que lhes foi ensinado Bibliografia Indicada para Estudo e Documentação Antes de se ter algum tipo de relação profissional com livros não se descobre quão ruim é a maioria deles George Orwell Resista heroicamente à tentação de ler qualquer coisa só por tratar se de Yôga ou de alguma matéria supostamente semelhante Repito melhor é reler várias vezes um bom livro do que ler vários livros novos que possam ser nocivos E convenhamos com uma bibliografia tão boa e extensa você não tem necessidade de sair gastando o seu tempo e dinheiro com livros que poderão prejudicar não apenas a sua cultura mas também a sua saúde mental Consulte o capítulo sobre Egrégora Procure ler primeiramente as obras abaixo mais ou menos nesta ordem dependendo da disponibilidade das editoras Com esta base sólida de boas obras depois poderá ler qualquer coisa pois já terá desenvolvido o senso crítico Note que um bom número dos livros recomendados são de outros autores de outras linhas de Yôga e até de temas que não tratam de Yôga 01 DeRose Tratado de Yôga Nobel Brasil 02 DeRose Quando é preciso ser forte Nobel Brasil 03 DeRose Tudo o que você nunca quis saber sobre Yôga L PM 04 DeRose Programa do Curso Básico de Yôga Uni Yôga 05 DeRose Boas Maneiras no Yôga Nobel 06 DeRose Eu me lembro Nobel 07 DeRose Encontro com o Mestre Matrix Brasil e Kier Argentina 08 DeRose Sútras máximas de lucidez e êxtase Nobel 09 DeRose Alimentação vegetariana chega de abobrinha Nobel 10 DeRose Origens do Yôga Antigo Nobel 11 DeRose Alternativas de relacionamento afetivo Nobel Brasil e Afrontamento Portugal 12 DeRose Tantra a sexualidade sacralizada Uni Yôga e Longseller Argentina 13 DeRose Yôga Sútra de Pátañjali Uni Yôga 14 DeRose Mensagens do Yôga Uni Yôga 15 DeRose Karma e dharma transforme a sua vida Uni Yôga 16 DeRose Chakras e kundaliní Nobel 17 DeRose Meditação Uni Yôga 18 DeRose Corpos do Homem e Planos do Universo Uni Yôga 19 DeRose Guia do Instrutor de Yôga Uni Yôga esgotado 20 DeRose Prontuário de Yôga Antigo edição histórica só para colecionadores 21 DeRose A regulamentação dos profissionais de Yôga Uni Yôga 22 Santos Sérgio Yôga Sámkhya e Tantra Uni Yôga 23 Santos Sérgio A força da gratidão Uni Yôga Nobel 24 Flores Anahí Coreografias Uni Yôga 25 Flores Melina 108 Famílias de ásanas edição da autora 26 Marengo Joris 50 Aulas práticas de SwáSthya Yôga futuramente Nobel 27 Castro Rosângela Gourmet vegetariano futuramente Nobel 28 Caramella Edgardo La dieta del Yôga Kier Buenos Aires 29 Michaël T O Yôga Zahar Editores 30 Time Life Índia Antiga Abril Coleções 31 Shivánanda Hatha Yôga Editorial Kier 32 Shivánanda Pránáyáma Pensamento 33 Shivánanda Kundaliní Yôga Editorial Kier 34 Shivánanda Tantra Yôga Nada Yôga e Kriyá Yôga Editorial Kier 35 Shivánanda Autobiografia Pensamento 36 Shivánanda Japa Yôga Edição do Shivánanda Ashram 37 Bernard T El Camino Práctico del Yôga 38 Eliade M Pátañjali y el Yôga Editora Paidós 39 Eliade M Técnicas del Yôga Cia Fabril Editora 40 Eliade M Yôga imortalidade e liberdade Editora Palas Athena 41 Purôhit Swámi Aphorisms of Yôga Faber Faber Londres e Boston 42 Kastberger F Léxico de Filosofía Hindú Editorial Kier 43 Van Lysebeth Tantra o Culto da Feminilidade Summus Editorial 44 Blay A Tantra Yôga Iberia 45 Woodroffe J Principios del Tantra Editorial Kier 46 Woodroffe J Shaktí y Shakta Editorial Kier 47 Avalon A El Poder Serpentino Editorial Kier 48 Gôswámi Laya Yôga 49 Monier Williams Sanskrit English Dictionary Oriental Publishers 50 Feuerstein G A tradição do Yôga Pensamento1 Bibliografia Discriminada Livro Conhecer Melhor a Índia de C N S Raghavan Publicações D Quixote Pág 12 origens do Tantrismo entre os drávidas no período pré clássico 12 Shiva personagem pré ariano 15 as Upanishads foram originalmente textos de transmissão oral 15 as castas eram inicialmente discriminação racial entre os de raça ariana louros e os drávidas morenos 24 confirmação da conclusão acima 19 a frase para que serve o fervor doentio do Rig Vêda sugere uma tem dência muito mais Sámkhya e muito menos Vêdánta aliás o Rig Vêda ci tado como escritura religiosa contém uma declaração explícita das inten ções arianas O arco arruina o prazer do inimigo Com o arco conquis ta re mos todos os cantos do mundo 25 menciona um surto de ateísmo dravídico o que mais uma vez confirma que a tendência dravídica não era Vêdánta e portanto o Yôga original não era espiritualista

    Original URL path: http://www.uni-yoga.org/cultura-e-entretenimento/leitura-recomendada/ (2016-04-26)
    Open archived version from archive

  • Uni-Yôga /cultura-e-entretenimento/consultor-de-asanas
    colegas da Argentina Brasil Portugal Espanha e Itália baseados na originalmente publicada no livro Prontuário de SwáSthya Yôga do Mestre DeRose em 1969 Direção de fotografia Melina Flores Qualquer estudante sério de Yôga observa que há uma notável discrepância de nomenclatura entre um livro e outro uma Escola e outra um Mestre e outro na própria Índia Um motivo da divergência é o fato de cada qual possuir no seu acervo uma quantidade limitada de técnicas Nesta codificação a maior já realizada na História do Yôga compilamos mais de 2000 ásanas e bem mais de 2000 fotos Para consultá los escolha abaixo os ásanas pelo nome ou faça uma busca por categoria Nome Categoria Abdominais Abdominais em decúbito dorsal Aberturas pélvicas em pé Aberturas pélvicas no solo Aberturas pélvicas sentadas Alongamento anterior das coxas Alongamento dos pés Alongamento para braços e ombros Anteflexões em pé Anteflexões sentadas 1º grupo Anteflexões sentadas 2º grupo Anteflexões sentadas 3º grupo Balanços sobre as costas Compensações das invertidas acima Deitadas para trás pernas flexionadas Descanso das invertidas sobre a cabeça Equilíbrio sobre os joelhos Faciais e laríngeos Flexionamento com uma perna na nuca Flexionamento dos joelhos Flexionamentos coxo femurais Flexões laterais em pé Invertidas sobre a cabeça Invertidas sobre os braços e ou mãos Invertidas sobre os ombros Movimentos de deitar e sentar com tração Movimentos para levantar se Movimentos para sentar se Musculares de elevação nos braços Musculares diversos Musculares para braços e peitorais Posições agachadas Posições de equilíbrio sobre o s pé s Posições sentadas para mantra e dhyána Preparação para invertidas sobre a cabeça Relaxamentos deitados Retroflexões deitadas Retroflexões em pé 1º grupo Retroflexões em pé 2º grupo Retroflexões sentadas Retroflexões ajoelhadas Semi relaxamentos em pé 1º grupo Semi relaxamentos em pé 2o grupo Torções em pé Torções sentadas Trações em

    Original URL path: http://www.uni-yoga.org/cultura-e-entretenimento/consultor-de-asanas/ (2016-04-26)
    Open archived version from archive

  • Uni-Yôga /cultura-e-entretenimento/cartas-pais-alunos
    Links Free Downloads Contato BLOG DO DeROSE Gentileza gera gentileza esta é a essência do Método DeRose Salvem os golfinhos BLOG DO DeROSE Mas como é na Índia Qual a melhor forma de tratamento BLOG DO DeROSE Estudo revela que o vegetarianismo contribui para o bom humor Cultura e Entretenimento Cartas de pais e alunos Conceição Martins Feira de Santana Neste momento é uma mãe realizada que lhe dirige estas

    Original URL path: http://www.uni-yoga.org/cultura-e-entretenimento/cartas-pais-alunos/ (2016-04-26)
    Open archived version from archive

  • Uni-Yôga /cultura-e-entretenimento/pensamentos
    e Entretenimento Tudo sobre Yôga Webclasses Aula ao vivo Artes Cênicas Fotos Lindissimas Leitura recomendada Consultor de ásanas Cartas de pais e alunos Pensamentos Glossário de sânscrito The New Yôga Times Reportagens e mídia internacional Crônica e artigos Agenda Links Free Downloads Contato BLOG DO DeROSE Gentileza gera gentileza esta é a essência do Método DeRose Salvem os golfinhos BLOG DO DeROSE Mas como é na Índia Qual a melhor

    Original URL path: http://www.uni-yoga.org/cultura-e-entretenimento/pensamentos/ (2016-04-26)
    Open archived version from archive

  • Uni-Yôga /cultura-e-entretenimento/glossario
    laya yóga uma variedade criada aqui mesmo por um conceituado Mestre da década de 60 do século XX que não tem nenhuma semelhança com o Laya Yôga tradicional Linga Falo pênis É símbolo do poder criador de Shiva Seu desenho se encontra nos três principais chakras nos quais situam se os granthis ou nós múládhára chakra anáhata chakra e ájña chakra Trata se de um dos mais antigos e reverenciados símbolos do Hinduísmo shaiva Lôla Fricção ou balanço Madhyama Centro central médio Makara Crocodilo Manas Mente Mandala Símbolo complexo e labiríntico geralmente composto por círculos concêntricos ou não Segundo Jung deve ser dividido em quatro ou múltiplo de quatro Manipura Cidade da jóia mani jóia pura cidade Traduzido por alguns brilhante como uma jóia Nome do chakra ou centro de força situado próximo ao plexo solar Manô máyá kôsha Corpo ilusório feito de pensamentos O quarto corpo ou veículo de manifestação do Homem a contar do mais denso para o mais sutil Corresponde ao corpo mental concreto das filosofias ocultistas ocidentais Mantra Vocalização de uma letra sílaba palavra frase ou texto com ou sem notas musicais cujo potencial vibratório produz determinados efeitos em um ou mais planos do Universo dentro e fora do ser humano Manús Os legisladores ou sábios arcaicos que levaram para a região hoje ocupada pela Índia as ciências artes e filosofias originárias de uma civilização anterior Matsya Peixe Matsyêndra Rei dos peixes tradução figurada Termo criado pela fusão de matsya peixe com Indra nome de uma divindade ariana nome que tomou o peixe que observara Shiva ensinando Yôga pusera em prática tais técnicas e evoluíra até tornar se um ser humano Nome adotado mais tarde no século XI por Matsyêndra Natha fundador da escola Kaula de Tantra Dessa linhagem surgiu o Mestre Gôraksha Natha que foi quem fundou o Hatha Yôga Mayúra Pavão símbolo de Krishna Mêru O monte sagrado que representa o centro do mundo Mêrudanda Nome dado à coluna vertebral Uttar Gítá 11 13 14 Mudrá Gesto ou selo São gestos reflexológicos e magnéticos feitos com as mãos e dedos Em alguns tipos de Yôga admite se que possam ser feitos mudrás com o corpo No SwáSthya Yôga as técnicas feitas com o corpo denominam se sempre ásana e com as mãos mudrá Múla Raiz Região da base da coluna vertebral próxima aos órgãos excretores Múla bandha Contração dos esfíncteres do ânus e da uretra Múládhára O suporte da raiz Nome do chakra situado na base da coluna vertebral Náda Som Nádí Rio torrente ou corrente Canais do corpo energético análogas aos meridianos da acupuntura Nama Nome Namah ou namaha Saudação Namaskára Uma forma popular de saudação equivalente a bom dia boa tarde ou boa noite Namastê Outra forma popular de se cumprimentar Significa apenas bom dia boa tarde ou boa noite Cuidado com supostas traduções agradavelmente poéticas mas que não são verdadeiras e que se encontram muito difundidas na literatura do Yôga ocidental Naságra Nariz Natarája Rei dos bailarinos Uma das formas de Shiva O nome do ásana que faz alusão a esse aspecto de Shiva Natashíra Nata bailarino shíra cabeça variação de síra shírsh ou shírsha Nauli Contração abdominal dinâmica isolando o grande reto abdominal e fazendo o movimentar se Nirôdhah Impedimento obstrução cessação suspensão supressão interrupção interceptação parada controle Nirvana Segundo o budismo é o plano mais elevado de consciência Equivale ao plano átmico do Vêdánta Em tempo o budismo não tem nada a ver com o Yôga Budismo é uma religião e o Yôga uma filosofia O Yôga é uma das seis filosofias formais do Hinduísmo e o budismo é classificado como uma heresia do Hinduísmo Nirvi Nada Niyama As cinco prescrições de ordem ética que vão complementar as cinco proscrições e formar os dez mandamentos do Yôga É o segundo dos oito passos do Yôga de Pátañjali Ôjas Energia produzida pelo aproveitamento da força sexual ÔM O Absoluto É o mais poderoso de todos os mantras É também o símbolo universal do Yôga e do Hinduísmo para todo o mundo todas as épocas e todas as escolas Escrevese com três letras A U M Cuidado para não pronunciar essas letras separadamente pois isso seria equivalente a pronunciar o termo francês chateau lendo se como se escreve Páda Pata pé passo senda Capítulo de um livro Padma Lótus Outra palavra para designar os chakras Padmásana nome da posição sentada de meditação com as pernas firmemente cruzadas Pádôtthita Soerguimento do corpo num só pé Parshwa Próximo flanco Párvata Montanha Paschimôttana Distensão posterior Pingalá Uma das principais nádís do corpo energético de polaridade positiva Prakrití A Natureza em geral a Natureza em contraposição ao Púrusha a matéria em ontraposição ao espírito Prána Bioenergia Prána máyá kôsha Corpo ilusório feito de bioenergia O segundo corpo ou veículo de manifestação chamado também de etérico vital duplo energético ou pránico Pránáyáma Expansão da bioenergia Designa as técnicas respiratórias Constitui o quarto passo do Yôga de Pátañjali e também o quarto passo do ády ashtánga sádhana primeira prática de iniciantes no SwáSthya Yôga Pratyáhára Abstração dos sentidos externos Quinto passo do Yôga de Pátañjali Prêma Amor afeto carinho Prishtha Retorcido Púraka Inspiração do ar uma fase do pránáyáma Purána Primordial antiguidade Nome de um tipo de escritura hindu Nome de um ásana do Yôga Púrna Pleno cheio integral Púrnam o ÔM Púrusha Mônada homem o nome da chispa divina na filosofia Sámkhya que equivale ao termo átma na filosofia Vêdánta Rája Rei real rája real Rajas Movimento atividade dinamismo Ram Bíja mantra do chakra manipura Ráma Nome de um Avatar da Índia clássica Às vezes aparece com a grafia da palavra anterior devido a uma corruptela freqüente na Índia Rêchaka Expiração do ar uma fase do pránáyáma Sádaka exaustivo Sádana exaustão Sádhaka Praticante Sádhana Prática ritual Sahásrara O sétimo e mais elevado dos sete chakras principais Em alguns textos ele não é considerado um chakra por ser tão distinto dos demais Chamado chakra de mil pétalas é situado no alto da cabeça Uma vez desperto produz

    Original URL path: http://www.uni-yoga.org/cultura-e-entretenimento/glossario/ (2016-04-26)
    Open archived version from archive



  •